EUFEMISMO

Rev. Eronides DaSilva

 

O Lobo Mau

Uma Sociedade Pluralista

Uma Doença Contagiosa

Uma Religião Letal

O Antídoto Contra a Mentira

 


O Lobo Mau

As histórias de Chapeuzinho Vermelho e dos Três Porquinhos ficaram impregnadas em nossas mentes a ouví-las durante a nossa infância brasileira. A excitante lição moral extraída do comportamento do Lobo Mau influenciou em alguma coisa as nossas vidas! Lembro-me quando sentado com os meus dois filhos, a contar as façanhas de Chapeuzinho Vermelho, como a raiva lhes fazia roer as unhas em reagir com a tamanha trapaça do Lobo Mau, que fazia tanto mal em enganar os inocentes na postura de uma carente vovó! E assim é, o mentiroso, como o Lobo Mau, sempre deixa sua calda de fora; sempre tem um rabo preso em algum lugar, em alguma coisa! O Lobo Mau, no final do conto dos três porquinhos, ao subir pela chaminé, não sabia que havia um caldeirão de água fervendo a sua espera. Foi um mergulho e tanto! Assim é o triste fim dos que se alinham na escola do Lobo! Assim é o fim de todo mentiroso -- num lago de fogo!

Uma Sociedade Pluralista

Os Estados Unidos é o tipo de lugar que tem espaço para tudo e para todos - uma democracia exemplar. Existem clubes de gatos e cachorros, de homossexuais e prostitutas, de bêbados e ateístas - uma sociedade pluralista! Na pequena cidade de Burlington, no Estado de Wisconsin, por exemplo, existe até o clube dos mentirosos -- The Burlington Liars Club. É pena que o rol de membros daquela organização só registre 50 mil filiados, quando na realidade, há milhares que não tiveram a coragem de se alistarem, os quais, por natureza e virtude, lhe pertencem!

Anualmente há um concurso nesse Estado para ver quem ganha a medalha da mentira. Sussurra a comissão entre os dentes: "Qual o comerciante, o advogado, o pastor, o senador, o evangelista, o presidente, ou associação que arrebatará o cobiçado prêmio?" Causa-nos náusea em tão somente tentar saber o pretenso ganhador desse pejorativo concurso. Entretanto, uma coisa sabemos certo, por trás dos bastidores há o maior mentiroso da história: o pai da mentira - o Diabo! É ele que mente desde o princípio do mundo; é o que incita as organizações a mentirem nos seus negócios; e aos crentes e mentores religiosos serem falsos nas suas vidas diárias, nas suas mensagens e naquilo que dizem e que publicam! João escreveu com muita veemência a fim de alertar a igreja contra esse vilão, o qual o adjetivou de anticristo: "quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? É o anticristo esse mesmo que nega o Pai e o Filho" (1 João 2.22).


Uma Doença Contagiosa

A mentira é como um sedativo, quanto mais o paciente a usa, mais se torna seu dependente. Sócrates, filósofo grego, na sua defesa pública, fraseou: "fale uma mentira uma, duas e três vezes, e o público a aceitará, finalmente, como uma verdade". Quilhamos num mar de hipocrisia e engano! Suas ondas impetuosas têm atingido as mais remotas áreas da sociedade, arrastando até as puras tribunas às suas praias. Já ouviram falar da mentira azul e branca -- a Ocidental? "Este é o melhor carro; este é o ministério que está a alcançar mais almas no mundo; esta é a melhor publicadora; este é o melhor banco; esta é a melhor tradução da Bíblia; este deputado ajudará a nossa igreja; este é o melhor refrigerante; a sua obra é de admirável valor; estamos orando por sua família e seu ministério; este é o melhor site; traga sua oferta e em duas semanas você será prosperado"! E com subterfúgios vão enchendo os seus bolsos de dinheiro e esvaziando suas contas nos céus, se é que estas já não estejam encerradas! Um mundo de mentiras, um manancial de mentirosos!

Tinha razão o francês Marcel Proust, quando escreveu na sua obra, Coisa do Passado: "o tempo passa, e pouco a pouco o que falamos de engano torna-se em verdade". A exortação divina condena tanto o admirador como o praticante da mentira: "e ficarão de fora, os que amam e comentem a mentira". O antídoto contra a mentira sempre foi a verdade -- "pelo que deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo", é o conselho de Paulo aos efésios (Efésios 4.25).

Uma Religião Letal

Os propagadores do emergente docetismo - o eufemista, usando ou não o colarinho clerical e o terno escuro, está de mangas arregaçadas na insânia prédica da autolatria ministerial; do ecumenismo eclético; das indulgências e comércios carismáticos; da infusão telepática, na manipulação de multidões; da diferenciação teleplástica, nos arrebatamentos transcedentais, nas mutações de orgãos, nas histerias e da camuflada globalização da igreja, plataforma do conselho mundial de igrejas do Anticristo. Deus guarde a todos nós!

O mais agravante, entretanto, é que muitos cátedras das Escrituras, conhecidos como mestres e doutores em teologia, estão a injetar o veneno mortífero acerca da encarnação de Cristo. O espírito do anticristo tem como tarefa precípua a de desfazer tudo o que nosso Senhor Jesus Cristo fez e ensinou. A teologia emergente do docetismo, com o ensino surrealista da encarnação de Cristo e no endosso da Nova Ordem Mundial (o capitalismo, com a doutrina da prosperidade; o socialismo, com a doutrina da miserabilidade indulgente, o neo-ecumenismo com a falácia da globalização - uma só igreja e um só pastor) estão arrombando as portas dos Ministérios e Denominações, deixando os crentes à mercê do espírito do anticristo! Os docetistas, por exemplo, reclamam para si a tese de que Cristo foi apenas um homem especial! Afirmam, com os dedos em ristes, que o Espírito de Cristo descendeu sobre esse homem por ocasião do seu batismo no rio Jordão. Quando ele expirou na cruz do Calvário, esse Espírito voltou para Deus, o Pai. Suas falácias certamente são baseadas ignorantemente nos textos de Lucas 3.22 -- "eu vi o Espírito descer dos céus como uma pomba, e repousar sobre ele" e no de Lucas 23.46 -- "Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito". Naquele, refere-se o texto ao Espírito Santo, a terceira pessoa da Trindade; e neste, ao próprio espírito de Jesus, ou o Verbo encarnado!

Os Apóstolos confrontaram esse ensino erético com fugaz tenacidade, a fim de proteger a igreja primitiva dessa soda cáustica arruinadora dos alicerces da fé cristã! A voz do Mestre ainda estava cristalina nas suas mentes e corações: um pouco de fermento leveda toda a massa! O Apóstolo, sem pincel e sem cinzel, adjetivou essa nova filosofia, essa nova moda de pensar, de mentira -- o mentiroso! Chegou a hora em que os valentes Ministros do Evangelho devem mudar definidamente o seu vocabulário e autoridade: chamando a mentira de mentira. Sabia João que essa nova falácia viria a erodir o âmago da Doutrina da Encarnação do Verbo! A Bíblia nos ensina que Cristo foi Deus encarnado. ESTA É A MAIOR VERDADE DO MUNDO!

O Antídoto Contra a Mentira

O exercício da mentira no presente século, e em nosso meio, tem ultrapassado as raias de uma simples crise de comportamento ou uma síndrome neuropsíquica qualquer, projetando-se como instrumento do espírito do anticristo nos lares, nas igrejas e nas organizações eclesiásticas! Sob a égide de inovações mil e uma paranóia por fama, o mentiroso faz penetrar o fio do seu sabre no âmago da alma do leigo, fazendo sangrar as suas mais rudimentares convicções doutrinárias e culturais! O pastor Michael Horban em seu veemente apelo, exortou com lágrimas um auditório canadense: "a história está repleta de mentirosos e seus armazéns abarrotados de ferramentas para os fazerem mentir". Concluo, como pedindo a Deus misericórdia por cada um que exerce funções públicas, socias ou clericais: "e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará." 

 


HPage Webmaster: Rev. Eronides DaSilva   E-Mail